Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

INTERCAMBIANDO

Blog para fazer amigos pelo mundo, falar do cotidiano, experiências , sentimentos e relacionamentos das pessoas comuns... e, de vez em quando "botar a boca no trombone"!

INTERCAMBIANDO

Blog para fazer amigos pelo mundo, falar do cotidiano, experiências , sentimentos e relacionamentos das pessoas comuns... e, de vez em quando "botar a boca no trombone"!

  • O TEMPO É IMPLACÁVEL TAMBÉM PARA ELES!

    Este é um post, que dispensa todas as palavras, pois as imagens falam por si só. Obrigada a minha filha, por estas, digamos assim, "PÉROLAS"!

    VAL KILMER

    MICKEY ROURK

    BRENDAN FRASER

    RUSSEL CROWE

    ALEC BALDWIN

    RICHARD GERE

    ROGER MOORE

    ARNOLD SCHWARZENEGGER

    PIERCE BROSNAN

    CLINT EASTWOOD

    ROD STWEART

     

     

    AI QUE PENA!!!!!!!!!

    QUEM É FELIZ RI À TOA!

    Já repararam como tem certas pessoas, que, quando estamos ao lado delas ficamos mais soltos, mais descontraídos, mais felizes?

     

    Dedinha, minha irmã, é assim!

     

    Ela, 5 anos mais nova que eu, sempre me inspirou!......Me deixava pentear seu cabelo, e como ele é crespo, para outra criança pentear era o Ó...Então penteava prá lá, pra cá, e não tinha jeito....o jeito era rir, com aquela despreocupação que só as crianças têm.

     

    Mesmo imaginando a cena não tem graça nenhuma para quem está fora dela! Mas, reflito agora, que a graça toda é essa descontração que a gente sente com as pessoas que amamos....Ainda hoje é assim! Não precisa motivo prá ter graça!....Mamãe já fala: Pronto, vai começar!......E aí uma avalanche de risos toma conta de nós.....Como nestas fotos,  que seguem.

     

    Foi em minha primeira viagem à Curitiba, em 2006....

     

    Dedinha levava uma mala muito grande, e como voltamos do aeroporto de busão, tinha algumas quadras a pé até chegarmos em nosso destino.

     

    Mas, como Curitiba preserva o passado, algumas calçadas ainda são de pedra, que não tem nada mais "maledeto" para mulheres com salto.....

     

    Bem, lá ia ela à frente, arrastando aquela imensa mala pelas pedras das calçadas.

     

    Fazia tanto barulho, que ainda hoje, quando me lembro desato a rir!...Ela pra evitar aquela barulheira toda erguia a mala.

     

     Aí, mais ainda que eu ria, porque ela não podia com o peso!......

     

    Como podem ver, eu mal conseguia andar, tanto pelo medo de torcer o pé, como pelo excesso de riso.

     

    Ela já me ordenou que não divulgasse estas fotos, mas, gente, rir não é tudo de bom???!!!!

     

     

     

    RIQUEZAS DO BRASIL

    Ontem passamos um dia bastante agradável, rodeados pela beleza das orquideas, numa exposição em Rio Claro/SP/Brasil, que ocorreu no pátio das Faculdades Claretianas!....Quanta beleza, e quanta riqueza!....Nestas horas é que a gente vê que não é apenas o PIB de um país, que define o quão rico ele é!

    Além da própria riqueza da diversidade, a riqueza de um povo, capaz de multiplicar tanta beleza!

    Bem, sem demais delongas, pois as imagens falam por si. Amanhã postarei a 2ª parte, assim como os endereços dos orquidófilos!...Não deixem de aumentar a tela para melhor apreciar!

     

    CURITIBA É TUDO DE BOM!

    Curitiba é um destes lugares, onde podemos dizer que o Homem ajudou Deus a reconstruir a Natureza......E o fêz bem! A qualidade de vida nesta capital é uma das melhores,  onde alia desenvolvimento e preservação.

    Estas fotos que posto já tem alguns anos, foram de Junho de 2006, mas mostram uma antiga pedreira, onde o homem usou todos os seus recursos naturais, acabou com a Natureza, mas.....felizmente encontrou uma solução fantastica para o problema, e o que era tristeza virou alegria e demonstração de que quando o homem quer, ele é quase um Deus.

    Aqui, agora, é o Parque Tanguá! Um imenso Parque, onde a vegetação foi restaurada, e onde não havia a menor possibilidade disso, foram usados recursos arquitetônicos e de paisagismo, que transformaram o ambiente hostil, numa área de convívio e lazer. Onde era a cratera, de profundezas abissais, criou-se um lago, com queda d'agua e tudo! Parabéns Curitiba!

     

     

    EU TENHO UM PROBLEMA!

    Bem, mas quem não tem?.....Mas o meu tem nome...é quase um palavrão! 

     

    E é bem antigo, este problema! Remonta à minha infancia!... Não, não, talvez a adolescência!

     

    Foi na adolescência que percebi que determinados trabalhos que eu começava, não conseguia terminar. Mas, não seria exagero dizer que o inicio mesmo, foi lá na infância, quando minha santa mãezinha, no seu zêlo pelas prendas da filha, me ensinou a bordar. Aprendi de tudo: rococó, ponto atrás, caseado, correntinha.... sei lá mais o que, que já nem me lembro mais.

     

     Era até bonito de se ver a garotinha sentada, com o bordado no colo, parecia um "anjo"....Mas, o capetinha ficava cotucando o anjinho prá que êle fosse brincar com as outras crianças, pular corda, pular amarelinha, subir em árvores......Ai como eu gostava de subir em árvores, e quando lá no topo gritava: MAMÃÃÃÃÃÃÃÃÃEEEEEEEEEEE!

     

    - Desce daí menina, cadê o bordado?

     

    Na impossibilidade de ver a tarefa terminada, minha mãe, traçava os objetivos do dia: - Hoje você vai fazer daqui deste ponto, até êste!......Ufa!...Desta forma não sobraria tempo prá brincar!.... Lá se vai mais um dia sem graça nenhuma!!!!!!!!

     

    Mas, graças aos esforços de mamãe os trabalhinhos iam se completando e eu fui ficando uma menina prendada...Ou quase isso!

     

    Quando já adulta,  sentia vontade de fazer  algum trabalho manual, pensava logo em uma blusa de tricô, para o inverno que se aproximava, comprava as lãs, traçava o modelo,  e tricotava....ããããããããã a parte da frente, talvez uma manga.... e se passava o resto do verão, o inverno chegava novamente, e mais um, mais outro e outro, e assim todos os anos eu acabava comprando mais lã ( afinal a moda muda anualmente), e começava tudo de novo!.. O meu saco de lã criou proporções gigantescas, até que um dia mamãe levou tudo embora, e como ela não sabe fazer tricô, desmanchou tudo e fez tapetes de crochê!

     

    Ainda tenho 2 blusas começadas, que eram para minhas filhas, quando adolescentes, mas receio que nem mesmo minha netinha vá usá-las!!!!!!

     

    Mas, esta semana, visitando o blog da Dra. Claudia Moraes ( http://apsicologa.blogs.sapo.pt ), descobri que este problema tem nome: "PROCRASTINAÇÃO"!

     

    ....E uma de minhas filhas também tem esse problema, só que o dela se expressa na impossibilidade total em chegar no horário marcado... E com toda certeza, sendo eu a mãe...a CULPA É MINHA! (rsrsrsrsrsrsrsrsrsrsrs)..........!!!!!!!!!!!!!!!

     

     

     

     

    FOTO DE UM QUADRO QUE ESTÁ "QUASE" PRONTO. FALTA SÓ

    COMPLETAR A GRAMINHA, PINTAR O PÉ DA MESA, MAS NÃO "ACHO

    HORA PRÁ ACABAR!...QUE SERÁ ISSO MEU DEUS!!!!!!

    POMBINHOS E CIFRÕES : POR WALCYR CARRASCO

     

     

     

    Hoje é dia dos namorados aqui no Brasil, e quero aproveitar para publicar esta deliciosa crônica de Walcyr Carrasco, sobre o assunto. Prá quem acompanha o Blog, sabe o quanto amo Walcyr e tudo o que ele escreve. Coleciono as crônicas dele, bem antes dele ficar famoso com as novelas que escreveu para a Globo. Esta foi publicada na Revista "Veja", edição de 14 de Junho do ano 2000. 

     

    O dia dos namorados costuma ser de felicidade para as mulheres e de absoluto terror para os homens. Até as mais liberadas sonham com um bom presente. Não que sejam interesseiras. Sendo franco, uma jóia costuma ser vista muito mais efetiva que um livro ou um CD. Quanto maior a jóia, maior o amor.

     

    Tenho um amigo falido que namora uma milionária . Foram ao shopping na semana anterior ao 12 de junho, no ano passado. Diante de uma vitrine ela enterneceu-se por um par de brincos de safira. Entraram e ela experimentou. Depois com ar lânguido, abandonou a joalheria. Ele voltou sozinho, no dia seguinte e arrematou a joia no cartão de crédito. Ela chorou de emoção ao receber o mimo. Ele chorou ao receber a fatura. Ganhou duas camisas e uma gravata escolhidas com todo o carinho. Suspirou: - Teria sido melhor se ela tivesse pago a conta do dentista!

     

    Ocorre que elas não costumam ser tão práticas. Adoram dar presentes delicados, como peças de roupas, perfumes, agendas transadas, sabonetinhos perfumados. As mais ecológicas contentam se em oferecer um pote de mel silvestre. Todas consideram de bom gosto preparar um jantar especial. Mas, são práticas na hora de ganhar o presente! Também adoram receber flores. Desde que dispostas em um arranjo enlouquecedor, que possam mostrar às amigas, mães, tias e outras criaturas passíveis de inveja! O dia dos namorados é uma chance para exibir o amor em todas as suas representações mais concretas. Os homens se queixam dos gastos, mas com um fundo de alegria. Vaidade masculina é demonstrar poder.

     

    - Cheguei com uma gargantilha de ouro branco. Ela ficou louca! Fomos jantar. Pedi champanhe. Ela emudeceu! Entrei no cheque especial, mas ela ficou caidinha por mim!

     

    Ou

     

    - Comprei um perfume do contrabandista. A gente foi comer numa cantina. Ela se emocionou quando eu aceitei o couvert! Arrebentei o cheque especial, mas valeu a pena.

     

    Ou ainda:

     

    Dei uma bolsa de plástico imitando oncinha que minha irmã escolheu. Vou pagar em três vezes, mas tudo bem. Rachamos um frango à passarinho, dei um cheque sem fundos, mas O.K. Eu sei dar um trato na mina!

     

    Restaurantes, lojas, shoppings, motéis tocam os tambores no dia dos namorados. Uma comerciante me revelou:

     

    - Só existem 2 datas no ano. Dia das Mães e Dia dos Namorados.

     

    - E dos Pais?

     

    - Não é a mesma coisa.

     

    Tentei perguntar sobre o dia da Sogra, mas ela me fusilou com o olhar. Coisas da vida. Toda sogra foi namorada algum dia!

     

    Sofrem também os solitários. Aprendi a não me esquecer da data por causa de uma experiência tenebrosa. Estava trabalhando com um amigo, em casa. Ambos recém-separados.. Saímos para jantar. Uma fila enorme no restaurante italiano. Estranhei:

     

    - Tanta gente num dia de semana?

     

    O maître me encarou emburrado. Fomos colocados numa mesa de fundão. Acenávamos para os garçons, mas eles voavam sem se interessar por nós. A duras penas, conseguimos pedir uma massa, bem baratinha, para rachar. Mais mau humor. As outras pessoas estavam repletas de entradas, pratos fartos, sobremesas. Um garoto veio com botões de rosa para vender. Olhou para nós e deu meia volta às pressas. Um cantor, que se esbaldava de mesa em mesa, aproximou-se sorrindo. Quando nos viu, fechou a cara e fugiu. Tive um lampejo de percepção.

     

    - Miguel, que dia é hoje?

     

    - Ih! É dia dos Namorados!

    Só então percebi que várias mesas olhavam para nós e cochichavam. Continuamos comendo, tentando parecer naturais. Nada é mais artificial que fingir naturalidade. Começávamos um assunto, morria em seguida. Olhávamos os casais. Cada um de nós espichava os olhos para as outras mesas. Bem que que queria estar namorando, sorrindo, fazendo planos, sentindo o coração bater mais forte. Haja dor-de-cotovelo!

     

    Pior que reclamar do preço do presente é não ter para quem oferecer!

     

     

     

    _

     ____________________________________________________________________________________________________________________

     

    PARA VOCÊ NÃO PASSAR VEXAME NO DIA DOS NAMORADOS, APRENDA A GANHAR DINHEIRO

     

     

    LIVROS DE AUTO AJUDA: QUEM PAGA A CONTA?

    Adoro livros de auto ajuda!....Não apenas eu! Brasileiro ama este tipo de leitura!...Quer enriquecer ràpidamente, lance um livro de auto ajuda no Brasil, logo vira “Best Seller”!...Nunca vi um povo gostar tanto de ser ajudado!

     

    Mas, eu gosto tanto, que já tendo lido muitos,  até  sei de cor o que ele vai dizer, ainda assim, toda semana quando vou à nossa Biblioteca Municipal, podendo trazer prá casa 2 livros, 1 com certeza será de auto ajuda.

     

    Hoje, só leio, assimilo, me equalizo! A alguns anos atrás, além de ler, eu colocava em prática!....Vocês não imaginam o que é uma brasileira com gás!....Faz e acontece!

     

    Em uma ocasião, assim tão “empolgada”, fui fazer uma viagem para uma cidade turística daqui do Estado de São Paulo, gostei tanto do lugar, e vislumbrei tanta prosperidade lá, que não tive dúvidas: Comprei uma loja e me mudei prá lá, juntamente com uma de minhas filhas....

    Fomos morar num lindo apartamento no alto de uma colina, cuja vista principal era para uma cachoeira! Bem ao longe, mas ainda assim uma cachoeira! Dá pra resisitir??????

     

    O apartamento era lindo: espaçoso, novinho, com sacada...e aquela vista!!!!... A loja era no centro da cidade, numa galeria fina, tudo perfeito!.....

     

    Após  15 dias da inauguração e exaustivo trabalho comecei a perceber que tinha entrado “numa fria”...Mas, o livro trazia alternativas também para estes momentos e...PERSISTI!

     

    E, assim, de susto em susto, o tempo foi passando e nada das coisas melhorarem....Já não havia mais livro de auto ajuda que desse jeito!...Em casa, não tinha nem vontade de olhar a cachoeira!...Catástrofe total que culminou com o abandono do negocio, pois nem revender a loja consegui!

     

    Revoltada, escrevi uma carta ao Dr. Lair Ribeiro, um dos meus “mestres” dos livros de auto ajuda, naquela época. Reclamei, e perguntei-lhe quem pagaria a conta? Claro, que nem me passava pela cabeça que seria ele, mas achei que um depoimento “dessa envergadura” poderia ajudá-lo em seu próximo livro.

     

    Alguns dias depois chegou-me a resposta, que transcrevo abaixo:

     

     

    Prezada Elizabete

    Recebemos a sua carta e informamos que o Dr. Lair Ribeiro não está no Brasil, mas estamos respondendo sua carta e segue uma frase do Dr. Lair para você: “ a única coisa que temos total controle é sobre nossos pensamentos. Eles determinam nossos sentimentos, que determinam nosso comportamento. Na vida criamos não aquilo que queremos, mas aquilo que pensamos a maior parte do tempo. Se pensamos naquilo que não queremos, terminamos criando uma vida exatamente oposta da que gostaríamos. A nossa auto-estima é a base do nosso sucesso. A construção de uma casa não se inicia pelas paredes, nem pelo teto, mas pelo alicerce. A auto estima é o conceito que temos de nós mesmos, e esse conceito reflete em tudo que realizamos na vida....Como somos animais lingüísticos, nossa auto estima foi criada linguisticamente. Do mesmo modo que foi criada linguisticamente, pode também ser recriada linguisticamente".

    Muitas felicidades e sucesso!

    Grupo Sintonia

    Junto à carta acompanhava “carinhosamente” um exemplar de seu livro

     

    "PÉS NO CHÃO CABEÇA NAS ESTRELAS"

     

     

    ALGUMA COISA ME DIZ QUE NÃO FUI A ÚNICA A RECLAMAR!!!!!!!!!!!!!!

     

    ____________________________________________________________________________________________________________________

     

    Agora eu também estou neste mercado da Auto Ajuda rsrsrsrsrsrs, e quero ajudá-lo (a) a   tornar-se um(a) Profissional de Sucesso na net, e a ganhar muito dinheiro

     

     

     

     

     

    Como Ganhar Dinheiro na Internet

     

     

     

    QUANDO ERA UMA AVENTURA IR AO LITORAL BRASILEIRO!

    Com o Verão a chegar, acordo cada vez mais cedo e durmo cada vez mais tarde...

    Então há pouco, lembrei-me de um "ditado" português que diz:



    DEITAR CEDO E CEDO ERGUER...DÁ SAÚDE E FAZ CRESCER !...



    Lembro-me de que, quando era criança me dizerem isto muitas vezes...quando a chegada do sono resistia à vontade de brincar...e era preciso ir dormir!...e no outro dia estar esperta para a escola!..

    E funcionava!

    Claro, uma criança tem esse desejo de ser Grande depressa e então...lá se ia pr'á caminha, sem resistência, sonhando que no outro dia se acordava com mais uns centímetros!...Santa inocência?...” Estas são palavras de minha querida amiga portuguesa, Isabel, cujo blog "Lua em Peixes", ela deixou de escrever já há algum tempo.

     

    Isabel, com estas palavras fez me lembrar as únicas vezes que segui este ditado sem hesitar: Nossas viagens à praia quando crianças.

    A 45 anos atrás, mais ou menos, para quem morava no interior ir à praia, além de ser a realização das expectativas de um ano todo se preparando para o "Grande dia", era também um grande desafio, pois então não existia as rodovias modernas que temos agora. Hoje já podemos chegar ao litoral através do Rodoanel que é uma obra espetacular do Governo do Estado de São Paulo, unindo o interior ao litoral e tb a outros Estados, sem necessitar passar pela Cidade de São Paulo.

    Mas, naquela época, havia apenas a Rodovia Anchieta que ligava a Cidade de São Paulo ao Litoral, mas, para o Interiorano chegar até ela era uma verdadeira Odisséia e bem poucos se aventuravam a tal... Mas, tínhamos (temos felizmente) um amigo, o Lelo, que conhecia "o mapa da mina", e meu querido Pai quis nos dar essa alegria de conhecer o Mar.

    Mas o trato era sairmos de madrugada para evitar o horário do "Ruch"  em São Paulo, que mesmo naquela época já era um caos....Acordamos por volta das 4 horas da manhã....... Os adultos ( apenas meus pais e o Lelo e sua esposa Luiza) arrebanharam todas as crianças mais próximas da família, ao todo 6 crianças. Naquela época existia uma Perua que cabia todo esse povo....A querida Combosa (Kombi da Wolksvagen) foi lotada de alegria!.....Mesmo tendo saído tão cedo, chegamos lá já era mais de 12,00hs...Hoje fazemos o destino em 3,5 horas.

    Nos dias que se seguiram levantávamos com o sol para aproveitar a praia até às 10,00hs, que meu pai, já naquela época tinha essa consciencia de proteção nos horários dos raios UV.Não precisava chamar 2 vezes e as crianças já estavam à postos!

    ....Até hoje, quando me lembro daquele cheiro delicioso da manhã, aquele cheiro do mar,  junta-me  lágrimas aos olhos de saudade  deste momento...Único!... Claro que outras viagens houveram, mas nenhuma com o mesmo sabor da primeira vez!

    Obrigada Isabel por nos trazer estas lembranças de volta!

     

    Pág. 1/2