Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

INTERCAMBIANDO

Blog para fazer amigos pelo mundo, falar do cotidiano, experiências , sentimentos e relacionamentos das pessoas comuns!

INTERCAMBIANDO

Blog para fazer amigos pelo mundo, falar do cotidiano, experiências , sentimentos e relacionamentos das pessoas comuns!

  • COMPARTILHAR NO GOOGLE MAIS

  • INVESTIMENTO x RETORNO

    Quando pronunciamos a duplinha "Investimento x Retorno", logo nos vem à mente investir uma quantidade em dinheiro, em alguma modalidade, que nos traga lucros!...Ninguém quer investir para perder!

     

    Penso que a extensão  dessa duplinha é muito mais ampla, e que pode ser aplicada em muitas outras áreas do entendimento humano, e, principalmente na afetividade!

     

    O amor Cristão nos ensina a amar sem esperar nada em troca, e o mundo seria a Perfeição se assim fosse!...Mas, na prática, ainda estamos longe disso!...Quem ama, quer retorno!...Quem investe, quer retorno!

     

    Até mesmo o amor de uma mãe, que chega o mais próximo da perfeição Cristã, também quer retorno!

     

    Quem investe tempo, quer retorno!...Até mesmo os espíritos elevados que fazem caridade, investem seu trabalho e seu tempo em benefício ao próximo, quer retorno!...Talvez até Madre Tereza de Calcutá teria desanimado, se não visse o retorno que seu trabalho trazia às comunidades a que servia!

     

    Talvez, uma maneira de eliminarmos conflitos, e termos uma vida mais satisfatória em todas as áres de nossa vida ( amorosa, afetiva, profissional, e outras), é entendermos o que se espera de nós, ou até mesmo o que esperamos dos outros, uma vez que o autoconhecimento é o início de uma vida mais equilibrada e feliz!

     

    Vou citar um exemplo que aconteceu com o filho de uma amiga minha, uma mulher muito organizada, e que criou os filhos dentro deste sentido de ordem no lar, com tudo arrumadinho, cada coisa em seu lugar!

     

    Quando o rapaz casou-se, logo tiveram um filho, e, como ele tinha ótimos rendimentos, não havia necessidade da esposa trabalhar fora, podendo, portanto cuidar do filho e do "ninho"!...

     

    Contudo, quando o rapaz retornava ao lar, encontrava o ninho desarranjado, tudo às avessas!...Não digo com isso, que seja obrigação feminina cuidar de tudo sózinha na casa, mas, o companheiro, com certeza, espera isso dela!...Hoje as mães criam as meninas apenas para a vida profissional, fora de casa, e esquecem-se que a missão mais enriquecedora da mulher é exatamente educar os filhos!...Tudo passa, mas os filhos vão ser a única coisa nossa que permanecerá, já pensaram nisso?

     

    Bem, voltando ao tal rapaz, voltar para casa e encontrar aquela desordem, começou a fazer com que cada dia ele ficasse até mais tarde no consultório, cada dia marcando mais clientes, e cada dia com menos tempo para a família, até o dia do rompimento da relação!...Não teria sido melhor contratar uma serviçal, dizer à esposa o que ele esperava dela, colocar as cartas na mesa?...Infelizmente ele só foi descobrir isso, anos depois, numa terapia!...Descobriu que  amava a esposa, mas que aquela desordem lhe afetava o equilíbrio emocional!

     

    Às vezes é muito pouco o que esperam de nós!...Na maioria das vezes o nosso investimento é muito pequeno pelo retorno que nos trás!

     

    O pacote de café  Melitta embalado a vácuo, que a sogra adora, esperando por ela, quando for à sua casa, poderá lhe garantir a simpatia dela para o resto da vida, ou até você pisar na bola, com a filha dela, claro rsrsrsrsrsrsrs!

     

    Concluindo: Será que estou atendendo ao que  esperam de mim?...Será que estou dando aos meus filhos o que eles esperam de mim?...Será que dou aos meus pais o que esperam de mim?

     

    Ou ainda:  Estou tendo de meus filhos, meus pais, meu marido o que espero deles?

     

    Fazer-se esta pergunta, ou por as cartas na mesa com o outro,  pode ser o começo para uma vida mais feliz! 

     

     

     

     

    Foto tirada num momento de felicidade, na descida da Serra da Graciosa, Morretes/PR/Brasil

     

     

    2 comentários

    Comentar post