Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

INTERCAMBIANDO

Blog para fazer amigos pelo mundo, falar do cotidiano, experiências , sentimentos e relacionamentos das pessoas comuns!

INTERCAMBIANDO

Blog para fazer amigos pelo mundo, falar do cotidiano, experiências , sentimentos e relacionamentos das pessoas comuns!

  • COMPARTILHAR NO GOOGLE MAIS

  • MANUAL DO INTERCAMBISTA DE PRIMEIRA VIAGEM

    Mari, tchutchuquinha, nossa correpondente no Canadá, nos envia sua primeira contribuição a este blog...Eu queria que ela mesma postasse, mas aqui no Sapo, para vc participar de um blog, precisa, antes, abrir outro. Daí, que dá um pouco de trabalho, mas, enfim, ela nos dá dicas importantíssimas aos que estão se lançando a esta aventura maravilhosa dos Intercâmbios.

     

     

     

    1) Antes de você comprar seu pacote de viagens para algum novo país analise bem qual será o propósito do seu intercâmbio: se você quer somente vivenciar uma nova cultura diferente da sua, se quer voltar ao seu país falando o idioma escolhido fluentemente, se almeja trabalhar no exterior ou simplesmente curtir umas férias. Essa escolha vai impactar diretamente no tipo de intercâmbio, em sua duração e no tipo de visto que você precisará para ingressar neste novo país. Dica: estude bem sobre o lugar que deseja conhecer, sua língua, seus costumes, economia, política, a facilidade de conseguir emprego e alugar imóveis, etc, assim ficará mais fácil analisar as chances reais de você aproveitar 100% seu intercâmbio.

     

     

    2) Para a escolha do curso ficar mais fácil, tenha em mente seu perfil e principalmente quanto você tem de dinheiro disponível para realizar a viagem. Se for um país que exige um visto de entrada, lembre-se que você ainda deverá provar ao consulado que tem condições necessárias para realizar a viagem e vínculos suficientes que demonstrem que você voltará para o Brasil. Dica: faça planilhas no excel de quanto serão os gastos com a empresa de intercâmbio, o meio de hospedagem, o visto, o seguro viagem, a passagem aérea, a compra de moeda estrangeira, além dos gastos no país visitado, como alimentação, transporte, souvenir e roupas, desta forma você terá noção real de quanto precisará economizar. 

    Aqui em uma das despedidas

     

     

    3) Analisado os itens acima é hora de procurar por uma boa empresa de intercâmbio. Não se esqueça de perguntar aos amigos e colegas que já viajaram onde eles compraram e os prós e contras de cada empresa. Procure na internet recomendações e/ou reclamações de cada uma. A escolha certa da empresa permitirá que você tenha uma boa assistência antes, durante e após seu intercâmbio. Dica: nunca feche seu intercâmbio na primeira empresa que encontrar. Mesmo que pareça um leilão pesquise em pelo menos três empresas diferentes, pois o preço pode variar bastante.

     

    4) Durante a compra do pacote de viagens não se esqueça de mencionar exatamente o que você busca neste intercâmbio e o quanto você terá disponível em dinheiro para realizar a viagem, assim ficará mais fácil para o agente de viagens encaixá-lo melhor nos diversos programas e escolas disponíveis. A escolha do produto errado pode impactar futuramente em sua permanência no novo país. Dica: não fique tão preocupado com a localização da escola e os tipos de cursos, pois geralmente a escola é central e os cursos você poderá decidir no primeiro dia de aula. 

     

    Fazendo as mudanças necessárias

     

     

    5) Para os países que exigem visto fique atento aos diversos tipos: uma entrada, múltiplas entradas, turista, temporário com permissão de estudo, de estudante, de trabalho. Não se esqueça que para tirar o visto você precisa estar com todo o intercâmbio pago para obter a carta de aceitação da escola. Planeje tudo com antecedência para evitar contratempos. Nessa fase peça ajuda de um profissional bem experiente para analisar seus documentos, pois por mais que pareça fácil preencher os formulários do visto, os profissionais que mexem com isto há anos, podem dar dicas preciosas e caminhos mais curtos para você conseguir o visto ideal. Dica: pergunte ao despachante quanto dinheiro você ou a pessoa que irá pagar sua viagem deverá ter na conta bancária. Mesmo que você não tenha este dinheiro no banco, peça ajuda a pais e parentes, pois o que importa é somente comprovar que você possui uma movimentação interessante em sua conta.

     

    7) Escolha atentamente o meio de hospedagem que você ficará durante sua permanência em outro país: albergue, casa de família, campus da universidade, hotel ou se irá alugar um apartamento,  analisando os prós e contras de cada um. Dependendo do lugar escolhido você terá que fazer sua própria comida, comprar diariamente o que comer ou ainda ter as três refeições inclusas. Dica: analise neste item, quanto você tem de dinheiro e seu perfil. Se, por exemplo, você não gosta de cozinhar e quiser ainda economizar, ficar em uma casa de família é o ideal.

     

     

    Despedindo  da família do marido

     

     

    8) A passagem aérea pode variar bastante de uma companhia para outra, dependendo da quantidade de conexões e países que a companhia passar, antes de chegar ao seu destino final. Verifique seu assento e o limite de bagagem antes de embarcar. Dica: evite contratempos, pese sua bagagem antes de ir ao aeroporto para checar se realmente você não está descumprindo o limite permitido. Qualquer volume ou peso excedido poderá lhe custar caro. Se você comprar uma passagem com conexão em outro país que não o de seu destino final, verifique se este país não solicita o visto de entrada também. 

     

    9) Não deixe de comprar um bom seguro viagem por mais que você fique pouco tempo ou se considere uma pessoa extremamente saudável. Mudanças climáticas e/ou outros hábitos alimentares no novo país já são capazes de gerar um grande transtorno, caso você precise comprar remédios e usar o sistema de saúde do outro país. Dica: leve dentro das malas despachadas, remédios que não precisem de receita médica, como medicamentos para dor de cabeça, estômago, cólica, garganta, entre outros, eles podem ser muito úteis em emergências.

     

     

    Despedindo da Mãe e da Tia 

     

     

    10) Muitas vezes o intercâmbio é comprado meses antes do embarque, então não tenha pressa para comprar a moeda estrangeira, veja semanalmente o câmbio na internet e nas principais casas de câmbio. Não se esqueça de comprar dinheiro em espécie para compras pequenas e o cartão (por exemplo, o Visa Travel Money) para compras maiores. Dica: negocie sempre com as empresas, pois dependendo do valor a ser comprado você poderá conseguir um câmbio diferenciado. Evite usar o cartão de crédito, pois você só saberá quanto realmente irá pagar quanto chegar sua fatura no Brasil.

     

    E POR FIM O MAIS IMPORTANTE:

     

    OPEN YOUR MIND, LEMBRE-SE QUE NADA NUNCA SERÁ IGUAL AO SEU PAÍS

     

    VIVA SUAS PRÓPRIAS EXPERIÊNCIAS, NÃO DEIXE QUE NINGUÉM DIGA O QUE É BOM OU NÃO PARA VOCÊ

     

     ENJOY!!

     

     

    O casal já no Canadá

     

     

    Se quiser ver o primeiro post desta série, clique aqui

    6 comentários

    Comentar post