Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

INTERCAMBIANDO

Blog para fazer amigos pelo mundo, falar do cotidiano, experiências , sentimentos e relacionamentos das pessoas comuns!

INTERCAMBIANDO

Blog para fazer amigos pelo mundo, falar do cotidiano, experiências , sentimentos e relacionamentos das pessoas comuns!

  • COMPARTILHAR NO GOOGLE MAIS

  • A DECADÊNCIA DO ENSINO NO ESTADO DE SÃO PAULO

    Embora os números aparentem ter havido avanços no ensino público do Estado de São Paulo, os que vivem a sua realidade, diariamente, sabem que isso não é verdade.

    Até a alguns anos atrás, por força da progressão continuada (que por si só já é um absurdo, pois permite que o aluno passe de ano sem ter tido competência para isso), existia nas escolas um professor que se dedicava a "recuperar" aqueles que estavam defasados.

    Contudo, por medidas de economia (fato que tem diminuído inúmeros profissionais em diversas áreas na educação), este profissional também foi tirado de circulação e, o que vemos hoje, são alunos defasados em todas as disciplinas passando de ano em nome de uma necessidade política de números bonitos.

    E aí vem a pergunta: Alguém está preocupado com o que será destes alunos que sairão da escola sem saber interpretar um texto, sem saber escrever direito, sem entender uma linguagem simbólica, sem saber calcular adequadamente, não entendendo uma palavra de língua nenhuma, péssimo em todas as ciências?

    Senhor Governador Alckimin, o senhor já parou para pensar em tudo isso? Já lhe ocorreu que, ao invés de tirar profissionais da educação, talvez devesse cortar as mordomias de seus parlamentares? 

    Já lhe ocorreu que os livros didáticos em profusão poderiam ser transformados em livros não consumíveis para que sejam utilizados ao menos durante 5 anos, para que estes recursos possam ser canalizados para tecnologias que são prementes em sala de aula?

    Já lhe ocorreu que sua burocracia está tirando a oportunidade dos novos profissionais que estão chegando ao mercado cheios de garra e vontade de fazer um bom trabalho?

    Já lhe ocorreu que ao "enxugar" a máquina da educação está colocando-a em retrocesso? Porque não enxuga "a sua máquina administrativa" em nome dos nossos filhos e netos?

    ...Apenas um desabafo de alguém que ainda acredita na Educação e no Ser Humano, mas que está decepcionada com a política e os políticos, e clama por MUDANÇAS JÁ!

     

    CRÉDITO DA FOTO: AROEIRA

    pinheirinho_alckmin_mentira.jpg

     

     

     

     

    TALENTO BRASILEIRO NAS ARTES VISUAIS/ ANDER LEMES

    A foto de capa de nosso blog, esta semana, é uma homenagem ao artista plástico brasileiro, que já está fazendo o maior sucesso no exterior: Anderson Ferreira Lemes, ou Ander Lemes, ou Alemão, como parece que gosta de ser chamado.

    No meu caso foi amor à primeira vista! Me encantei com suas obras cheias de colorido, com personagens incompletos em cenas lúdicas, sempre andando de bicicleta ou tocando algum instrumento.

    Alemão nasceu em Assis, Estado de São Paulo, e ao que parece, não era um aluno lá muito aplicado, devido a uma dislexia descoberta mais tarde. Para não ser expulso, devido a alguma traquinagem que fizera, foi lhe atribuida a função de pintar os muros da escola, o que lhe despertou para a arte do grafite.

    A série "Bicicletas" chamou a atenção de uma galerista  do Rio de Janeiro que convidou-o a expor suas obras, vendidas todas em apenas 2 meses. Duas delas foram adquiridas por um italiano, colecionador de artes, Ezio Dellapiazza, que depois lhe encomendou mais 15 telas e divulgou seu trabalho pela Europa. Hoje ele tem obras espalhadas por mais de 25 países e já expôs até no Louvre.

    Com formação em Educação Artística e habilitado em Artes Visuais, seu trabalho agrada pelo inusitado e ao mesmo tempo lúdico, em cores vibrantes, sem medo de ousar nos tons de verdes, azuis, amarelos.

    alemaonolouvre.jpg

     O Artista em sua exposição solidária no Louvre. A renda foi destinada ao Hospital do Câncer Aristides Maltez Salvador - Bahia – Brasil.

    ALEMÃO GRAFITEIRO_cancao-brasileira.jpg

     

    Alemão Grafiteiro_Levando as flores para sua amad

     

    Museu do Ipiranga

    O Museu Paulista ou Museu do Ipiranga está fechado para visitação desde julho de 2013 para restauração e será reaberto em 2018, por isso é importante manter viva a História deste Museu tão apreciado pelos paulistas.

     

     

    Introdução

    Visitação guiada ao Museu Paulista da USP. A história contada sob o ponto de vista do paulista.

     

     

    Conteúdo

    O Museu Paulista, mais conhecido como Museu do Ipiranga, desde 1963 tem como mantenedor  a Universidade de São Paulo (USP), possui um acervo permanente tombado há mais de 10 anos pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional – IPHAN, e por essa razão a exposição de todos os objetos referentes ao período da História da Independência do Brasil não muda.

     

    O edifício foi construído entre 1885 a 1890, com o objetivo de ser um monumento à Independência. A planta original desenhada pelo arquiteto e engenheiro italiano Tommaso Gaudenzio Bezzi, foi adaptada pela pressa e falta de recursos, estes vindos de empresários, políticos e do próprio povo. Para o projeto foi feito uma maquete em gesso, a qual levou quase o mesmo tempo que o próprio edifício para ficar pronta, esta maquete encontra-se em exposição no museu. Muitos estrangeiros vieram para trabalhar na construção do palácio, pois no Brasil daquela época não havia mão de obra especializada capaz de executar tantos detalhes e ornamentos. Nascia o primeiro prédio público de alvenaria de São Paulo e também a partir dele houve uma mudança arquitetônica na cidade. O prédio foi inaugurado no primeiro ano da Proclamação da República e embora seja um palácio nunca fora habitado, pois com a organização da república tornou-se inicialmente museu de história natural.

     

    Com a chegada de Afonso Taunay o museu passou a ter também caráter histórico, pinturas e esculturas foram produzidas para compor o acervo a fim de destacar a participação do povo paulista na história brasileira.

     

    Desde a entrada é possível perceber, pela quantidade de símbolos expostos, que a história é muito mais complexa do que aparenta, por isso a visitação guiada é imprescindível para que o visitante compreenda toda a simbologia e as mensagens propostas pela exposição. Para isso o Museu Paulista conta com um departamento de educação ou ação cultural no qual o educador do museu orienta os visitantes, esclarecendo e adaptando os códigos da exposição de acordo com o perfil do público.

    Faz parte do acervo tombado a pintura de D. João III, conhecido também como O Piedoso por sua devoção religiosa, foi rei de Portugal entre 1521 e 1557 época das grandes navegações portuguesas e o início da ocupação do litoral brasileiro dividido em capitanias hereditárias.

    D. João III

    D. João III

     

    A pintura de Martim Affonso de Souza, administrador do Brasil Colônia, capitão hereditário e fundador da Vila de São Vicente, bem como a de João Ramalho, explorador português que sofreu um naufrágio na costa brasileira e fora resgatado e acolhido por índios, casou-se com Bartira, filha do Cacique Tibiriçá, com quem teve nove filhos.

    Martim Afonso de SouzaJoão Ramalho e seu filho

    Martim Affonso de Souza                              João Ramalho e seu filho

    Cacique Tibiriçá

    Cacique Tibiriçá

     

    Entre as pinturas de João Ramalho e do Cacique Tibiriçá há uma criança fazendo uma menção aos mestiços filhos de portugueses e índios, os chamados mamelucos. Essa percepção só foi possível com a visitação guiada. Os quadros foram pintados por Benedito Calixto que idealizou a fisionomia de cada personagem, pois de outra forma não seria possível.

     

    O acervo conta também com duas esculturas gigantescas em mármore de carrara dos Bandeirantes mais conhecidos, Antônio Raposo Tavares e Fernão Dias Paes Leme. Nessas esculturas mais simbologia, pois elas mostram a imponência destes sertanistas de ‘grande estatura’, desbravadores de terras longínquas (Raposo Tavares), produtores e geradores de riqueza (Fernão Dias), heróis do Brasil. No entanto, essas expedições resultaram em consequências desastrosas, os povos que já viviam nas regiões desbravadas muitas vezes eram escravizados, privados de sua identidade cultural, e até dizimados pelos próprios colonos ou por doenças trazidas por eles. O papel desses ‘heróis’ vem sendo contestado com o passar dos anos, provando que a história depende de interpretações, de estudos e do que se quer passar de conhecimento para gerações futuras. Não pode ser interpretada como uma verdade absoluta mas sim como uma possibilidade provável.

    Nas escadarias do Museu Paulista existem outras esculturas de Bandeirantes de vários estados brasileiros e datas as quais esses estados foram se separando de São Paulo, bem como esferas com águas dos principais rios brasileiros fazendo uma referência a unificação do território.

     

    Há uma outra maquete em exposição que retrata a cidade em meados do século XIX, onde quase nada foi preservado apenas algumas igrejas como a de São Francisco, Santo Antônio, a igreja do Carmo e a casa de Domitila a Marquesa de Santos e amante de D. Pedro I.

    No salão nobre há o retrato mais conhecido entre os estudantes. O quadro pintado por Pedro Américo retrata o momento da Independência do Brasil às margens do rio Ipiranga. A tela está emoldurada em uma referência a época de ouro do café.

    Independência ou Morte!, também conhecido como O Grito do Ipiranga, 4,15×7,6m, 1888, Museu Paulista (foto disponível no Google)


    Como revela a imagem, o povo sempre às margens dos acontecimentos. A Casa do Grito (esta denominação deve-se ao quadro) ao fundo, hoje é o Museu do Tropeiro no mesmo complexo do Parque do Ipiranga. Há outras obras no mesmo salão que refletem diferentes visões sobre a Independência, entre outros objetos da época como armas, capacetes, moedas e até mechas de cabelos das Imperatrizes Da. Leopoldina, Da. Amélia, Da.Tereza Cristina e Princesa Isabel.

    Ainda no piso superior há a sala do Ciclo do Café, onde estão expostos objetos usados no cultivo e produção do café, além de anúncios, roupas, dinheiro, fotografias da época. A província de São Paulo enriqueceu na virada do século XIX e XX, desenvolvendo e expandindo ferrovias para o melhor escoamento da produção e comércio do café. Neste período a abolição deu lugar ao trabalho de muitos imigrantes.

    Há o mobiliário do século XVII ao XIX como piano, cadeiras, penteadeiras, espelhos, cristaleiras e uma saleta de visitas onde os objetos mais bonitos e caros ficavam expostos para mostrar o refinamento de seus proprietários.

    A ala Imagens Recriam a História, consiste em quadros que foram pintados ao longo da história desde 1500 por diversos artistas. Baseando-se em relatos e documentos da época, esses artistas recriavam momentos e pessoas importantes.

    No subsolo do museu, algumas exposições rotativas mostram outra parte do imenso acervo adquirido. É possível identificar algumas passagens ‘secretas’ e estreitas.

     Jardim

    Os jardins em estilo francês com uma grande fonte central deixa ainda mais imponente o palácio no alto da colina.

     

     

    Conclusão

    A História ao longo dos anos foi sendo constantemente reinterpretada, o que não invalida o que já sabemos, deixa claro apenas que a compreensão dos processos históricos depende muito da época que são estudados e até mesmo de quem os estudou.

    Não há uma verdade absoluta mas sim uma possibilidade provável. O Museu do Ipiranga reflete exatamente essa mudança de interpretação: será mesmo que os Bandeirantes foram heróis? São questões como essa que nos faz ir além e alimentam os estudos historiográficos.

    Sob esta perspectiva não devemos julgar o passado com o olhar de hoje, mas sim compreender as interpretações e a elas acrescentar informações de estudos pertinentes e embasados.

     

    F I M

     

     

     

     

    E-referências

    http://www.museudacidade.sp.gov.br/casadogrito.php

    www.mp.usp.br

    http://www.independenciaoumorte.com.br/acontece/item/114-hist%C3%B3ria-oficial-do-museu-paulista-da-usp.html

    http://portal.iphan.gov.br/portal/montarPaginaInicial.do;jsessionid=0D2F93A46A1BB10C24980C1FD461E593

    http://www.historiadobrasil.net/independencia/

     

    FEIJOADA PARA 15 PESSOAS

    Expedito,  meu pai, foi um cozinheiro de mão cheia, como se diz por aqui. Se ele quizesse poderia ter ganho muito dinheiro com isso!...Mas, ele não queria compromisso! Todo mundo que o conhecia, depois de comer sua comida, já ia logo convidando-o a abrir um restaurante... Mas, ele logo desconversava, porque o que  queria mesmo era ter o tempo disponível para o que lhe desse na telha...

     

    Mas, ele adorava cozinhar para os amigos, para a família!...Não poupava esforços para oferecer o melhor!

     

    E de todos os seus melhores, sua feijoada foi TOP. Uma temporada um amigo dele o convenceu a fazer, durante um período, feijoadas em seu restaurante...Vinha gente da redondeza toda para comer.

     

    Um dia, conversando com um cliente meu, que queria que lhe mostrasse imóveis no fim de semana, eu lhe disse que não poderia, porque iria passar o final de semana em Ipeúna.

    Ele, que nunca tínhamos nos visto antes, me disse: Ah, Ipeúna?!...Estive uma única vez lá, prá comer uma feijoada famosa!...Nunca comi uma feijoada igual.

    Então comecei a rir e lhe contei quem fazia aquela feijoada!...Ah, não corre o risco de ser outra, porque só tinha aquele restaurante na cidade aquela época.

     

    Bem, aqui vai então a receita para 15 pessoas.Dá prá servir fartamente e ainda sobrar um pouco.

     

    Desculpem-me os leitores que entraram aqui apenas pela receita mas não consigo ve-la apenas como um prato que irá alimentar. Gosto sempre das Histórias que as motivam.

     

    2 Kg de feijão preto

    1 1/2 kg de carne seca

    1kg de costelinha de porco defumada

    2kg de pé de porco

    2 kg de joelho de porco

    800 gramas de bacon

    1 kg de orelha e rabo de porco

    1 1/2 kg de linguiça calabresa

    1 1/2 kg de paio

    folhas de louro ( +ou - 6 folhas)

    2 cebolas picadas

     

    Bem, é aparentemente uma receita muito simples de se fazer, mas, como toda receita, tem seus segredinhos, e acho que o maior deles é o tempo de cozimento dos ingredientes separadamente e junto com o feijão.

    Primeiramente deixar de molho na água os ingredientes salgados ( carne seca,orelha, rabo, joelho, pé) tudo separado. Destes ingredientes, os que não forem salgados, convém temperá-los com sal, pimenta e alho e reservar.

    Deixe de molho por algumas horas, também o feijão.

    Cozinhe a carne seca, por uns 30 minutos. Retire, mesmo que ainda esteja dura. Cozinhe os outros ingredientes salgados. Para aqueles que não estavam salgados, e que foram temperados, da-se uma fritada de leve, depois uma cozida de leve também. É muito importante que se cozinhe pouco nesta etapa, pois depois eles terminarão de cozinhar junto com o feijão. Nesta etapa reserve tudo e cozinhe o feijão. É importante cozinhar o feijão em uma panela normal e não na pressão.

    Deixe o feijão até que ele comece a amolecer, mas não deixe cozinhar demais. É importante que ele passe um bom tempo junto com os outros ingredientes depois.

    Bem, agora você já pode juntar os ingredientes pré cozidos ao feijão, acrescentar as folhas de louro e deixá-los cozinhando. Depois de uns 20 minutos, pode acrescentar também a costelinha, as linguiças e os paios.

    Paralelamente pique o bacon e frite-o numa panela à parte. Junte as cebolas picadas. Retire a gordura excedente e acrescente à feijoada. Deixe cozinhar até que tudo esteja mole, mas não desmanchando.

    Evite o máximo possível de mexer. Mas tome cuidado para não grudar na panela. É um processo de atenção e delicadeza, pois você pode por tudo a perder nesta etapa. Por isso cuidado!

     

    ATENÇÃO: EM NENHUM MOMENTO COLOQUE SAL, POIS É MUITO PROVÁVEL QUE O SAL DOS INGREDIENTES SERÁ SUFICIENTE. SÓ NO FINAL É QUE SE ESTIVER INSOSSO, ACRESCENTE, MAS ISSO É QUASE IMPOSSÍVEL QUE ACONTEÇA.

     

    OUTRA COISA: Mesmo que você não goste de pé, joelho, orelha, rabo, coloque, mesmo assim, pois serão estes ingredientes que farão o diferencial! Pode confiar!

     

    Faça à parte um refogado com 45 folhas de couve.

     

    Faça uma farofa de bacon para acompanhar.

     

    Sirva com arroz branco e laranjas descascadas e servidas ao lado do prato de feijoada. Para estas 15 pessoas pode fazer umas 6 xícaras de arroz. Vai sobrar, mas é melhor que faltar.

     

    Expedito Pazeto - Foto tirada na Encruza dos Rios Pardo e Grande em Planura- Minas Gerais em 14/11/1976

     

     

     

     

     

     

     

     

    LICOR DE JABUTICABA DA DEDA!

    Esta receita não dá erro! Fica suave, não muito doce, no ponto!

     

    Para 9 litros de Jabuticaba:

    3 litros de aguardente de qualidade

    1 kg de açúcar

     

    Lave bem as jabuticabas tirando todos os cabinhos. Escorra bem, coloque num recipiente de plástico com a pinga.

    Deixe descansar bem coberto por dois dias.

    Só então amasse as jabuticabas com as mãos.

    Neste ponto a pinga já cobrirá as jabuticabas, onde elas permanecerão por mais 13 dias. Neste ínterim deverá ser descoberto e amassado mais algumas vezes, até que todas as jabuticabas estejam amassadas.

     

    Passados os 15 dias, coe e acrescente 1Kg de açúcar. Mexa bem e acondicione em garrafas bem herméticas, mas já estarão prontas para consumo. Só utilize a licoreira para servir, depois retorne em local hermético.

    Rende 5 litros de licor.

     

     

    E aqui as nossas jabuticabas. Doce delícia brasileira.

     

     

     

    VOCÊ É NORMAL?...FAÇA UM TESTE CIENTÍFICO E DESCUBRA!

    Minha filha me enviou um link de um site de Avaliação mental, que achei muito interessante, pois através de um questionário, ele faz uma avaliação científica de como anda sua mente e suas emoções, inclusive, se você tem tendências psicóticas e psiquiátricas, e indica alguns caminhos a seguir.

     

    No meu caso, felizmente, êle me indicou apenas a leitura de alguns livros, para uma auto ajuda rsrsrsrsrs, mas, em alguns casos, ele recomenda um tratamento profissional.

     

    Os objetivos desse sistema são:

    - caracterizar o seu temperamento, comportamentos e aspectos de sua história pessoal;

    - avaliar sintomas e transtornos psiquiátricos que você possa ter.

    Para isso, você completará várias escalas e questionários de forma anônima para você se sentir à vontade ao responder com veracidade. A única identificação a ser fornecida por razões de segurança é o seu endereço eletrônico (email), que nunca será divulgado quando seus dados forem analisados.

     

    Mas, o que mais achei interessante neste teste é que, respondendo com sinceridade, ele traça com precisão o seu perfil e mostra-lhe seus  pontos fortes e como usá-los com inteligência. Mas, mostra também, suas vulnerabilidades, permitindo-lhe uma avaliação consciente e uma possível  correção de rotas.

     

    Se interessar em saber o "quanto você é normal", acesse e faça o teste:

     

    http://www.temperamento.com.br

     

    CAIXINHA DA PROSPERIDADE

    Post publicado no Sabedoria Popular , blog que partilho com uma amiga Portuguesa, Sofia, publicado em 10 de Junho de 2010

     

    Estava eu, um dia andando pelas ruas de Santos, onde então residia, e um papel voava à minha frente, à ponto de parecer que vinha até mim. Não tive dúvidas e juntei-o e tive uma agradável surpresa.

    Era um panfleto da Fraternidade Rosacruz, que é uma doutrina cujo objetivo é o desenvolvimento humano, respeitando as individualidades e melhorando seu espírito de fraternidade.

    O Panfleto falava, entre outras coisas, sobre a Caixinha da Prosperidade, que achei algo muito útil e desde então passei a utilizá-la, e vou tentar reproduzir aqui.

     

     

    "Tome uma caixinha qualquer, e escreva nela Caixinha da Prosperidade.Todos os dias num determinado horário, de preferência sempre no mesmo, deposite ali uma quantia qualquer, que não lhe onere o orçamento e não vá lhe fazer falta. Sente-se confortavelmente e procure limpar seus pensamentos, de preferência não pensar em nada, mas como isso não é fácil, concentre-se em algum pedido que gostaria de fazer ao Cosmos. Permaneça assim por uns 15 minutos. Lá não falava, mas eu gosto de acender uma vela e pensar em Jesus, ver sua luz me aquecendo e iluminando as pessoas que amo. No panfleto deixava claro que não se deveria fazer nenhuma analogia com o dinheiro depositado e o pedido a ser feito.

    Faça isso por 45 dias, após o que o dinheiro deverá ser doado a alguém que necessite ou uma Instituição, pois, segundo eles, o dinheiro deve "circular" para que tenha seu propósito e traga resultados positivos às pessoas".

     

     

    Não saberia dizer se realmente me trouxe prosperidade, mas toda vez que faço a "caixinha" sou inundada por um "mar de coisas boas", que vão desde paz de espírito, satisfação nos relacionamentos, e, até, porque não, uma melhoria significativa em minha vida financeira.

     

     

     

    Caixa que pintei, com muito carinho à minha querida amiga Sofia.

     

     

     

     

    TESTANDO SABORES PARA AS FESTAS!

    As famílias brasileiras tem por tradição, acredito que por herança dos portugueses, fazer grande variedade de comidas quando chegam as festas natalinas.

    Em nossa família preferimos ter um prato principal, um acompanhamento, uma salada e uma sobremesa! Pronto, nada mais que isso! Mas, claro, que tenham sempre um quê de especial!

    Hoje testamos um prato que pretendemos fazê-lo no natal, e foi aprovadíssimo.

    Tínhamos visto a receita dele em um programa da Globo News " Almanaque".

    Trata-se de uma das receitas que se encontram no livro "Sabor do Brasil", recentemente lançado pela jornalista Alice Granato e  pelo fotógrafo Sergio Pagano, numa aventura que durou 5 anos mapeando a gastronomia Brasileira de uma ponta a outra, com suas histórias e tradições.

    Esta receita é a do "Arroz Carioca", e conta com uma variedade de ingredientes e sabores pronunciados que aguçam o paladar, como é o caso do açafrão, do gengibre e das pimentas que lhe marcam o sabor.

    Conheça mais detalhes do livro e da receita, neste vídeo do programa Almanaque .

     

     

     

    O nosso Arroz Carioca

    Substituimos a pimenta de cheiro por pimenta doce, pois minha mãe tem restrições com pimentas, e colocamos a pimenta biquinho apenas como decoração, para possibilitar sua injestão apenas pelos que a apreciam. Ficou muuuuiiitttoo bom.

     

    Em tempo: No vídeo o "chef de cozinha" diz que é um prato que demora 10 minutos a ser feito. Demora 10 minutos, depois que você tiver com tudo preparado, ou seja: camarões limpos, brócolis lavados e cozidos, pimentas lavadas e preparadas, cebolas picadas... Não é tão rápido assim!

     

    Como acompanhamento optamos por uma salada, apenas, por entender que ele já é um prato completo. Mas, no Natal acrescentaremos Salmão assado no papilote que é outra delícia que a família aprova.

     

     

    O Livro de Alice Granato e Sergio Pagano

    O OUTRO SER QUE HABITA EM NÓS!

    Religiões, dogmas e filosofias à parte, estou cada dia mais convencida de que existe um outro Ser que habita em nós.

     

    E é muito mais inteligente e sensível, mas também mais irracional, à medida que não temos domínio nenhum sobre ele e quando vai se manifestar.

     

    E, percebo que este Ser está muito ligado aos processos criativos, ao encadeamento de pensamentos, processos gestuais e intuição.

     

    Tenho, nos últimos meses,  me deparado com este Ser em algumas ocasiões, culminando hoje às 4:30 hs da manhã, quando fui acordada com uma palavra: " SEMÂNTICA".

    Se alguém me perguntasse o que esta palavra quer dizer, durante o dia, eu não saberia descrevê-la de imediato. Talvez a tivesse descrito de forma errada, pois meu racional pouco a usa e pouco a conhece.

     

    Como foi impossível voltar a dormir, pela insistência com que ela me vinha à mente, levantei-me e fui consultar o bom e querido dicionário  "Aurélio", que me informou: Semântica:: "o estudo das mudanças ou translações sofridas, no tempo e no espaço, pela significação das palavras”.

    Pronto, era a resposta que eu precisava para concluir um trabalho de língua portuguesa que vinha me incomodando há dias, por uma série de entraves ocorridos durante este exercício.

    Escrevi o texto, voltei a me deitar e a refletir sobre essa "manifestação", que não tenho outra palavra para rotular.

     

    E, de outras manifestações que venho observando quando de exercícios de pintura e escultura, às quais também não tenho habilidade técnica e racional, mas que, em diversos momentos já observei minhas mãos realizando gestos tão intuitivos como se outra pessoa as estivesse guiando.

     

    Sinto de grande importância ficar atento a estes pequenos sinais, pois se bem direcionados, podem nos levar a um melhor entendimento de nós mesmos e de como funcionam nossos processos cognitivos e emocionais.

     

    É uma sensação como poucas e que merece um estudo aprofundado para entendê-la!

     

     

    NOVELA BILIONÁRIA

     

    Foi divulgado no site da Revista FORBES, o faturamento record da Novela Avenida Brasil, da Rede Globo, algo em torno de R$ 1 bilhão, pagos pelos anunciantes durante os 7 meses em que a novela esteve no ar.

     

    Hoje, será o último capítulo da trama que arrepiou os cabelos dos brasileiros, que viram retratados realidades nada agradáveis do seu cotidiano, como a disputa por um "lugar ao Sol dos ricos", encarnado por Carminha ( personagem de Adriana Esteves).

     

    Desde o início da novela, mesmo os que não queriam perder tempo em assistí-la, foi impossível perder algum capítulo, devido ao suspense que sempre ficava para o dia seguinte e envolvia situações limites de seus personagens.

     

    Conforme a mesma FORBES, Avenida Brasil foi a novela de maior sucesso já exibida até hoje pela Redeglobo.

     

    Apesar da grande sensação da novela ter sido a maldosa e traidora Carminha, posto aqui um video muito bem produzido por TheRosa9611, postado no Youtube, do par romântico Jorginho e Nina, com a música tema deles: Set Fire to the Rain, com Adele.