Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

INTERCAMBIANDO

Blog para fazer amigos pelo mundo, falar do cotidiano, experiências , sentimentos e relacionamentos das pessoas comuns...

20.08.11

INSENSATO CORAÇÃO: LÉO- SENTIMENTOS CONFLITANTES!


Bete do Intercambiando

Para desgosto dos intelectuais, as novelas deixaram, há muito tempo, de ser mero entretenimento e, até já viraram tese de doutorado de psicólogos, influenciaram a moda e comportamentos!

 

Com o fim da novela Insensato Coração, ontem, com finais de personagens, éticamente previsíveis, ficam várias observações e perguntas!

 

Não há como negar que os grandes destaques desta novela foram Léo e Norma, (Gabriel Braga e Glória Pires) dois vilões que mexeram com os sentimentos e questionamentos das pessoas.

 

É impressionante analisar, como um bom ator, sob a batuta de um excelente diretor, e com um bom texto, consegue nos colocar em sua própria pele, e até a temer pela integridade do personagem.

 

Pois foi o que aconteceu com Léo e Norma, cada um com suas razões! Não que isso justifique seus atos!... Nunca!

 

...Mas, confesso, em mais de uma ocasião, a excelente interpretação de Gabriel Braga, fêz me colocar no papel de Wanda, sua mãe, e o sentia desamparado e tive vontade, sim, de protegê-lo!...Sei que, ao dizer tamanha insanidade, corro o risco de ser mal interpretada e julgada, afinal  Léo chegou sim, a comportamentos totalmente reprováveis e até hediondos.

 

Não é isso!... Professo a cartilha do bom, justo e adequado, mas, aí, há que se tirar o chapéu para toda a trama e parabenizar a todos os profissionais envolvidos...E, ainda bem que se teve, uma alternativa ética para o final da novela.

 

Mas, já mencionei aqui, algumas vezes, minha preocupação com relação a assuntos polêmicos, como este, e que podem levar às pessoas desavisadas, (para usar um têrmo suave), a achar que tudo aquilo se justifica e pensar em aplicar às próprias vidas!...E miolo mole prá isso, é o que não falta!.....

 

 

 Foto de Léo e Wanda, a mãe superprotetora que, com certeza, foi quem estragou o menino!

 

Sobre Wanda, a mãe superprotetora, podemos verificar que estes questionamentos, sobre a relação pais e filhos, não são peculiaridades do homem contemporâneo. Confúcio, célebre e respeitado pensador chinês, que viveu do século 551 A.C.  ao século 479 A.C.,  uma vez questionado sobre um filho muito correto que havia entregue um pai à polícia, por ter roubado uma ovelha, Confúcio disse: " Entre nós, nesta parte do país, os homens de bem agem de outro modo. O pai oculta a má conduta do filho, o filho oculta a má conduta do pai. Eis o que é agir como homem de bem"....

 

E agora?

 

 

 

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.